OS BENEFÍCIOS DA IBOGAÍNA

O Tratamento com Ibogaína foi considerado eficaz no método contra a dependência química e é capaz de prevenir a síndrome de abstinência de opiáceos.

O uso de ibogaína também pode até ser administrado em casos de depressão. A experiência onírica de efeito introspectivo após a administração de ibogaína é consistentemente relatada como sendo extremamente psicoterapêutica.

O uso do ibogaine é um facilitador de confrontos com traumas passados, medos, responsabilidades, parcerias com pais e filhos, e assim por diante. A Ibogaine estimula mudanças profundas na vida diária, no comportamento e na dinâmica pessoal.

Tão crítico quanto o tratamento com ibogaina é a continuação do protocolo recomendado para afirmar o resultado desejado.

A IBOGAINA É ALUCINÓGENO?

Não. É onirofênico ou remorfofênico. Isto significa que ele estimula a mente de tal forma que o cérebro sonha o chamado sono REM, mesmo quando o indivíduo está consciente.

É um chamado estado de sonho porque é criado sem perda de consciência, sem mudança de percepção do ambiente, sem ilusão, sem perda de pensamento e sem despersonalização.

Os alucinógenos, por outro lado, manifestam seus efeitos com os olhos abertos, enquanto a ibogaína com os olhos fechados. Este sono induzido pode descrever o efeito antidepressivo da ibogaina, que devolve aos indivíduos com patologias psicóticas o poder curativo dos sonhos e do sono, segundo o Dr. Carl Anderson do Hospital MacLean, filiado à Universidade de Harward.

Como o sono serve como um reorganizador de ideias e pensamentos, é fácil entender porque o sonhar acordado com ibogaína tem um efeito restaurador sobre o cérebro. É importante considerar que a Biodramina, um medicamento amplamente prescrito por médicos, em doses terapêuticas também é um alucinógeno e é amplamente utilizado na população, ou em outros momentos, comprado no balcão.

A IBOGAÍNA E A ANVISA?

A ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária - considera como produtos fitoterápicos aqueles produtos que são utilizados pela população há mais de 30 anos, que não contêm nenhum produto químico adicionado e que têm a possibilidade de serem vendidos na forma seca ou em pó (cápsulas).

Seguindo esta especificação, o ibogaina pode ser classificado como tal, pois há relatos de que é usado há cerca de 50 anos para dependência química e não há produtos químicos adicionados à sua composição.

Ainda não existem registros da ANVISA para ibogaina, no entanto, ela permite a importação deste medicamento fitoterápico de acordo com o Decreto da Lei 8077/2013, Artigo 10, § 2. De acordo com a Constituição Federal de 1988, Artigo 5, ponto XXXIX, "não há crime sem lei que o defina, e não há punição sem punição legal prévia".

De acordo com o princípio da legalidade, portanto, ninguém está proibido de fazer nada que não seja proibido por lei. Desta forma, nada impede que se tire proveito dos benefícios que a ibogaína confere ao método dos dependentes químicos.

TRATAMENTO COM IBOGAÍNA EM CLÍNICA ESPECILIZADA

Acesse: https://clinicaibogaina.com.br

Conheça as 5 drogas mais viciantes

O uso de álcool e de drogas ilícitas está aumentando progressivamente, especialmente entre os adolescentes.

Portanto, saber quais drogas são as mais viciantes ajuda a entender melhor como refrear seus determinantes a fim de ajudar aqueles que enfrentam a dependência química.

As 5 drogas mais viciantes e seus efeitos

1. Nicotina

Encontrada nos cigarros, a nicotina causa sérios danos ao corpo e é considerada uma das drogas legais mais letais. Esta substância tem a função de excitar a produção de dopamina, um dos mediadores químicos no cérebro responsável pela regulação do centro de prazer. Uma das causas subjacentes ao vício do cigarro é um desequilíbrio nas concentrações de mediadores cerebrais que regulam os sentimentos. Sem nicotina, a taxa de queda de dopamina e o cérebro do fumante cria noradrenalina. Uma vez elevado, este hormônio produz ansiedade e faz com que o indivíduo consuma cada vez mais cigarros.

2. Álcool

Além dos problemas de saúde, atos criminosos, agressões e acidentes de trânsito são algumas das piores consequências do alcoolismo. De acordo com a OMS, cerca de 13,5% de todas as mortes entre indivíduos de 20 a 39 anos continuam semelhantes ao abuso do álcool. Estas estatísticas sugerem a necessidade urgente de buscar medidas para minimizar o consumo precoce de álcool e mitigar este problema.

3. Heroína

A heroína é uma das drogas mais potencialmente viciantes, alcançando o sistema nervoso central em questão de segundos. Os efeitos sobre o corpo humano e a mente dos dependentes químicos têm o potencial de serem irreversíveis. O consumo descontrolado deste tipo de substância cria distúrbios emocionais e psicológicos que comprometem a vida social, acadêmica e profissional.

4. Cocaína

Como é bastante caro, há muitas outras substâncias nocivas à saúde na estrutura da cocaína. Assim, os usuários não têm sequer a iniciativa de continuar a cheirar ou injetar, pois a droga pode ser consumida de diferentes maneiras. Entre os produtos já encontrados no medicamento, há traços de fluido de bateria e até mesmo vidro moído.

5. Crack

O crack é uma das drogas mais viciantes e potencialmente destrutivas. É um subproduto da cocaína que é vendida a um custo mais acessível, tornando-a bem conhecida entre os adolescentes desempregados e a população de rua. O impacto da substância é transitório, portanto o indivíduo é facilmente induzido ao vício.

Riscos associados à overdose

Uma overdose é caracterizada pelo uso excessivo de drogas, uma condição que pode levar ao coma ou à morte por parada cardíaca. A magnitude dos efeitos sobre o corpo humano muda de acordo com a proporção de substância ingerida e com o estado do corpo do indivíduo.

Sinais de overdose são distúrbios cognitivos, tais como diminuição da função de atenção, confusão da mente e esforços motores. Neste caso, observa-se a prostração dos membros e dos braços, com dificuldade em se levantar e coordenar os movimentos com precisão. Desmaios, convulsões e epilepsia também são possíveis.

Os indivíduos que usam algumas dessas drogas mais viciantes precisam buscar ajuda profissional para superar o problema. Embora o vício em drogas seja uma situação difícil, com o procedimento correto é possível trabalhar para a prevenção de recaídas, reabilitação da saúde e paz.

Atendimento 24hs

(15) 996.395.999

Site Oficial: https://www.grupovidasorocaba.com.br

Como Escolher uma Clínica de Recuperação?

Escolher a Clínica de Recuperação Mais Adequada para o procedimento de um drogado é um passo que deve ser oferecido com cuidado. Isto porque a paz de espírito do paciente deve vir sempre em primeiro lugar.

Escolher a reabilitação não é uma escolha simples de fazer, mas o procedimento é eficaz porque tira o indivíduo de sua rotina para evitar os gatilhos que o levam a usar drogas diariamente.

O recurso a esta opção é algo que muitas vezes acontece em um estágio mais avançado da dependência química e, para que seja um processo eficaz, o paciente precisa estar ciente de sua situação.

Neste post vamos explicar os principais aspectos para fazer esta escolha.

1. Examinar a infraestrutura da Clínica de Recuperação

Em uma base contínua, o indivíduo responsável por um dependente químico deve avaliar as condições do local onde o paciente será admitido. Se possível, realizar uma visita antes de encerrar a hospitalização. Essas instalações devem ter a infraestrutura apropriada para todos os cuidados médicos elementares de rotina. A organização, seja um hospital ou uma clínica de recuperação, escolhida para o procedimento, também deve estar preparada para intervenções de emergência, em caso de crise ou complicações durante o procedimento, tais como um médico 24 horas, um carro de emergência, uma farmácia para distribuição de medicamentos, protocolos clínicos.

2. Descubra em que é especializada a instalação

Verifique o histórico do local escolhido para o procedimento de reabilitação vicioso. Tente descobrir quais são os casos mais comuns vistos e, se possível, procure informações sobre a situação atual dos pacientes que já foram tratados na organização. Escolha um lugar com boas referências e que tenha sido recomendado por pessoas com autoridade no campo ou que já tenham passado por uma situação semelhante.

3. Descubra a duração do tratamento e a rotina do paciente

Preste atenção ao cronograma pré-determinado para o procedimento dependente de produtos químicos. Tente descobrir sobre sua rotina durante todo o período de reabilitação e qual será o resultado de cada fase do procedimento. O sucesso deste processo também depende da atitude do paciente. Procure segui-lo de perto e fazer sua própria avaliação de seu desenvolvimento. Avaliar também a satisfação com o aperfeiçoamento do procedimento e dos serviços oferecidos pelo site durante todo o método. Tenha em mente que a recuperação positiva do paciente pode levar um período. No entanto, você precisa se sentir prático desde o primeiro instante. somente então você terá condições de seguir adiante com seu procedimento.

4. Veja quem vai acompanhar o paciente

Hospitais e clínicas especializadas em reabilitação humana têm equipes multidisciplinares para cuidar dos dependentes químicos. Tais equipes são compostas por médicos, enfermeiros, psicólogos e outros especialistas. Procure informações sobre quantos e quais especialistas ajudarão o paciente e em que horários estarão presentes. Idealmente, um paciente em reabilitação nunca deveria estar longe dos cuidados de um desses especialistas. E se a organização tiver uma rede terapêutica bem fundamentada.

5. Pergunte sobre os tipos de medicamentos e técnicas que serão utilizados

A reabilitação de uma pessoa dependente quimicamente requer um processo de desintoxicação. Nesses casos, não é oferecido parar abruptamente o consumo de drogas devido aos prováveis efeitos colaterais ou crises de abstinência. Por outro lado, o ideal seria que o paciente consumisse estas substâncias em doses cada vez menores até que o corpo estivesse completamente desintoxicado. Especialistas experientes têm a possibilidade de administrar este processo e, se necessário, regular outros medicamentos, caso o paciente tenha desenvolvido outros inconvenientes devido ao abuso de drogas. Isto reforça a necessidade de especialistas especializados para tratar as pessoas dependentes quimicamente que passam por este tipo de procedimento.

6. rever como será o procedimento pós-tratamento

Verifique se a clínica de reabilitação apoia a pessoa que sai do tratamento. Não é raro que indivíduos que passam por processos de desintoxicação apresentem sinais de patologias ou distúrbios psicológicos que antes eram mascarados pelo uso de drogas. Portanto, dê preferência a instalações que tenham planos de construir sobre o processo de reabilitação, tais como consultas regulares com especialistas e acompanhamento psicológico. Os grupos de autoajuda também têm o potencial de serem importantes para a recuperação de uma pessoa em reabilitação, pois compartilhar a experiência com outros pacientes é uma forma de apoio recíproco.

Dependência Química: DOENÇA OU OPÇÃO?

Um retrato do que impulsiona as pessoas para o mundo das drogas.

Apesar de seu consumo ser proibido, as drogas continuam conquistando cada dia mais consumidores, tornando a população viciada em suas variedades que são uma mais perigosa do que a outra.

Os indivíduos são livres nas possibilidades e escolhas que fazem, e isto faz com que a predominância de outros prevaleça em sua escolha errada de entrar no uso de drogas. Estudos mostram que a maioria dos casos de dependência química acaba optando pelo uso de drogas por conta própria, sendo conduzida por colegas e amigos.

Entretanto, existem componentes que levam ao consumo de tais agentes insalubres, como as patologias. A mais popular delas é a depressão, que faz com que o indivíduo fique deprimido, não tem nenhum propósito, e depois começa a consumir à medida que suspeitam que isso vai resolver seus inconvenientes.

Em outras palavras, viável para entender que o indivíduo adoece apenas quando já está viciado, não pode viver sem consumo e está sempre ligado às drogas. Patologias como a mencionada anteriormente também influenciam seu consumo. Entretanto, cabe a nós decidir se queremos estar neste caso.

COMO AS DROGAS SE TORNAM UMA DOENÇA

É bastante difícil mencionar que alguém vai usar drogas apenas uma vez, por curiosidade, e nunca mais quer tentar novamente. apenas indivíduos bastante persistentes, que não são facilmente influenciados por conversas e que possuem uma psicologia madura e responsável, são capazes desta ação. Eventualmente, essas pessoas superam a curiosidade de ter experimentado apenas uma vez e não acabam viciadas.

Geralmente, porém, os indivíduos influenciados por amigos não suportam a pressão e acabam se subordinando a ela. Eles tentam pela primeira vez, e na semana seguinte são obrigados a tentar novamente, e assim por diante e assim por diante. Até que eles percebam que por enquanto não têm a possibilidade de deixá-los.

Isto acontece porque o corpo se acostuma à sua presença. Como quando se toma um remédio para uma determinada patologia. É um procedimento constante e só funcionará quando for necessário para o organismo. Existem medicamentos que são tomados para atenuar uma dor definida, porém com o tempo eles se acostumam a ela para que por enquanto não tenham impacto sobre o organismo, o que significa que uma dose maior precisa ser tomada.

Além disso, os medicamentos permanecem feitos de drogas, porém com uma dosagem permitida para resolver patologias e desconforto. É essencial reconhecer que nossos próprios antepassados os usavam antes de conhecer a medicina. No entanto, este hábito no organismo faz com que o uso de medicamentos e drogas seja geralmente ruim.

TRATAMENTO PARA DEPENDENTE QUÍMICO NO GRUPO VIDA

O procedimento para toxicodependentes deve ser realizado por meio de internação em clínicas de recuperação qualificadas e legalizadas, onde o dependente pode desfrutar de um acompanhamento médico, psiquiátrico e psicológico especializado para se livrar do uso de drogas.

No Grupo ViDA, o internação em clínicas de recuperação se concentra na raiz do problema; não tratamos o abuso de drogas de forma superficial. Oferecemos um procedimento comprovado desenvolvido com base em nossa própria experiência e resultados ao longo dos anos, valorizando constantemente a paz e o cuidado com cada paciente de uma forma pessoal.

Quanto custa o tratamento com Ibogaína?

A Ibogaína pode ser administrada por alguém especializado, como forma de tratamento, ou pode ser adquirida facilmente pela internet, onde o comprador faz a administração completa do produto.

Para quem busca tratar a dependência química, o custo do tratamento e os preços de vendas online da ibogaína é um fator importante e decisivo na hora de decidir qual opção escolher.

São poucos países do mundo que conseguem fornecer essa planta milagrosa, sendo um dos motivos para que essa raiz de Iboga seja diversificada quanto à seu preço.

Quanto custa um tratamento com ibogaína

Este medicamento psicodélico, capaz de afetar quase todas as partes do nosso corpo, inclusive sistemas neurotransmissores, tem o poder de ignorar a abstinência e elimina os desejos por até seis meses, sendo apoiado por diversas pesquisas e estudos científicos.

Embora seja mais utilizado para tratar vícios em opióides, o tratamento com ibogaína pode ser usado em recuperações de outros vícios, como álcool, anfetaminas e cocaína.

Mesmo que seja muito eficaz no tratamento, a ibogaína não pode ser considerada uma “cura” para a dependência química. Isso porque ela é usada para interromper o vício, reduzindo os sintomas de abstinência relacionados com a recuperação do abuso de substâncias.

Um exemplo semelhante a esse processo são os adesivos de nicotina, que são usados por fumantes que estão tentando interromper o uso de cigarros.

Efeitos

Por conta dos seus efeitos, o tratamento com ibogaína é geralmente considerado um despertar espiritual dos pacientes, dando a eles uma visão externa de suas vidas, podendo alterar suas perspectivas sobre seu vício que afeta tanto a ele como aqueles que estão ao seu redor.

Muitas medidas de segurança são realizadas antes de se iniciar um tratamento com ibogaína. Os pacientes que vão se sujeitar ao tratamento devem se preparar para essa experiência, precisam estabelecer pensamentos positivos e ter o desejo de ser curado.

Sobre o Tratamento com Ibogaína

Existem muitas formas de se preparar psicologicamente para esse tipo de tratamento, como por exemplo escrever uma carta, praticar atividades meditativas que vão auxiliar a focar a mente e exercitar a calma para a jornada da ibogaína à frente.

Psicologicamente falando, o tratamento com ibogaína tem um grande efeito na capacidade mental do paciente. Uma sessão de tratamento geralmente dura cerca de 12 horas e vai progredindo entre fases, sendo uma delas uma fase de reflexão e avaliação.

A experiência no tratamento com ibogaína será única para todos os pacientes e qualquer conteúdo que surja ao longo desse tratamento é uma parte benéfica do processo de cura.

Quando os pacientes retornam ao seu estado normal depois do tratamento, eles podem se sentir mais reflexivos e com uma nova compreensão sobre si mesmos e o mundo a sua volta.

Dependendo da condição em que se encontra o dependente químico, ou seja, qual substância ele vem ingerindo e há quanto tempo está se drogando, o tratamento com ibogaína pode ter efeito mais rápido ou ele precisará de mais doses, tendo que fazer mais de uma sessão de tratamento.

Levando isso em consideração, os preços de um tratamento com ibogaína podem variar bastante, mas é uma opção que vale bastante a pena se você estiver disposto e ter condições para financiamento.

Custos

Os custos baixos de um tratamento como esse geralmente significam que a equipe envolvida tem pouca experiência ou que o equipamento médico não é muito bom ou está sendo reutilizado.

A oferta de um ambiente seguro e sofisticado, que pode conter amenidades que diferem de instituições comuns, fazem muita diferença no custo benefício do tratamento. Geralmente, esses ambientes mais sofisticados geram mais segurança no paciente, que em consequência pode auxiliar no tratamento.

Os tratamentos com ibogaína funcionam de forma rápida e eficaz, diferente dos centros de reabilitação comumente procurados, onde você passaria meses para conseguir uma boa recuperação.

Mesmo que você procure um centro de tratamento mais barato, sempre deverá conter uma análise médica completa; um planejamento pós-atendimento e exercícios terapêuticos. Isso é essencial para se conseguir um tratamento válido e eficaz.

Recuperação

Uma coisa importante que deve ser ressaltada sobre o preço do tratamento com ibogaína é que você vai receber o que pagou. Se você deseja ter uma recuperação rápida e que vai funcionar do mesmo jeito que clínicas de reabilitação tradicionais, é natural que espere pagar mais por isso.

Se você pretende procurar uma Clínica de Tratamento com Ibogaína, esteja ciente de quaisquer preços que envolvem uma experiência médica avançada, porque geralmente essa equipe não vai estar relacionada com sua recuperação e só serve para aumentarem o preço do tratamento.

As clínicas experientes como o Grupo Vida seguirão um protocolo semelhante, ou seja, relevando comodidades que alguns centros adotam, todas essas clínicas oferecerão um preço parecido.

O importante é encontrar uma clínica confiável e com uma história sólida e a experiência necessária para mantê-la. Ter um médico especialista que caminhe de mãos dadas com você, seguindo os protocolos corretamente, durante todo o processo de recuperação deve ser sua prioridade.

Muitos sites oferecem a ibogaína por um preço adequado, porém você deve saber que terá de arcar com a administração deste medicamento. Entretanto, se você não tem familiaridade com produtos como a ibogaína, é melhor procurar uma clínica que ofereça o tratamento adequado para você.

Qualquer coisa que seja barata demais, desconfie, principalmente se tratando de tratamentos que podem causar diversos problemas se não for administrado com cautela e segurança.

Programa de Tratamento Grupo Vida

Considere todas as opções possíveis para você. Os programas de tratamento com ibogaína vão sempre variar, principalmente por conta do tempo que você precisará ficar fazendo o tratamento. Se você estiver disposto a pagar, também pode escolher desfrutar de comodidades diferenciadas que alguns centros de luxo oferecem.

Em suma, e levando em consideração a média dos preços de uma clínica brasileira, o valor completo de um tratamento com ibogaína está entre R$5000 a $6000. Isso pode se tornar mais caro dependendo da especialização da clínica e dos seus funcionários.

Já se você optar por administrar esse produto por conta própria e procurá-lo na internet vai encontrar variados preços que podem ser muito caros ou muito baratos. Porém, por ser um produto importado, não está disponível no mercado brasileiro, então é mais fácil adquirir um tratamento com ibogaína.

Atendimento 24hs

(15) 996.395.999

Site Oficial: https://www.grupovidasorocaba.com.br/

Tratamento Involuntário ou Internação Involuntária - Dependência Química e Alcoolismo

O conceito "Tratamento Involuntário" se difundiu por todo o Brasil e há até mesmo especialistas em saúde que o utilizam, no entanto, o conceito adequado é Admissão Involuntária.

Embora passe despercebido para a maioria da população, a fácil troca do termo Tratamento para Internação pode desmistificar e contribuir para que os familiares façam uma escolha pela vida de um membro do núcleo familiar em momentos tão difíceis.

O objetivo deste artigo é exatamente mostrar a você, como é fundamental fazer esta escolha, em que instante e desmistificar a internação involuntária.

TRATAMENTO INVOLUNTÁRIO

É impossível tentar qualquer um que não reconheça o tratamento, ainda mais quando a questão é tão complexa quanto o vício químico ou alcoólico. O vício está presente física, psicológica e até espiritualmente, portanto, sem a consciência da pessoa viciada de seu estado atual, não há como um tratamento conseguir o triunfo desejado e desejado.

Infelizmente, conhecemos lugares e pseudo-profissionais que ainda não conseguiram entender isto, possivelmente por falta de conhecimento, competência ou mesmo respeito humano. Eles adotam práticas degradantes que, na verdade, acabam agravando o estado da pessoa viciada e, em pouco tempo, acabam voltando aos mesmos hábitos e vícios, geralmente com uma magnitude ainda maior, o que muitas vezes os leva a não aceitar nem mesmo uma forma de tratamento, por enquanto.

Um tratamento mal produzido é drasticamente pior do que nenhum tratamento.

INTERNAÇÃO INVOLUNTÁRIA

O que é Internação involuntária?

É um ato de amor. Acreditamos que ninguém quer perder um ente querido por drogas ou álcool. Uma vez que um vício ameaça a vida do indivíduo ou indivíduos próximos a ele, não é, por enquanto, nenhum tipo de alternativa ou escolha. Uma vez que o vício domina o indivíduo e assume o controle de suas atividades, a internação involuntária pretende pôr um fim a esta progressiva devastação e degradação.

Assim, a internação involuntária não é para compactuar mais com esta realidade, é para levar o membro da família a um tratamento que salvará sua vida e lhe devolverá o bem-estar e o convívio familiar. Por experiência, nestes quase 30 anos salvando vidas, PARAÍSO pode assegurar que mesmo aqueles viciados que, quando abordados por seus familiares e não querem ser hospitalizados, realmente anseiam por serem salvos. Muitos, por medo, trauma, inconvenientes familiares ou sociais, encontram nas drogas e no álcool um refúgio ou uma desculpa, mas já no início do tratamento os conscientizamos que na verdade as perdas são monumentais por causa do vício e que é totalmente viável viver sem dependência e ser feliz, vivendo em harmonia com suas famílias, resolvendo as lutas da vida com paz e, acima de tudo, valorizando a vida.

A internação involuntário funciona?

Sim, desde que seja realizada por especialistas realmente capazes.

Lembrando que estamos falando de internação e não de um tratamento, a primeira ação a ser tomada é o resgate, a condução responsável e humana do paciente até o local do tratamento. Não vamos mencionar aqui que "tudo é flores", em conclusão, estamos falando exatamente de uma internação involuntária, você, como membro da família, tentou por todos os meios persuadir a pessoa malvada a procurar ajuda e sabe que não teve sucesso. Geralmente, no instante do resgate, a pessoa perversa tem as mais variadas atitudes, desde ataques de raiva a promessas dilacerantes e especialistas experientes sabem como tentar cada tipo de atitude, no entanto, o que nunca deve acontecer é que você, o membro da família, se submeta aos apelos e desista da internação. Lembre-se de que nada mudou em relação à última promessa e nada mudará se você não colocar um verdadeiro fim a este caso.

Eu tentei de todas as maneiras que posso pensar, por que a internação involuntária deveria funcionar?

Exatamente por causa do profissionalismo, conhecimento e experiência. Saber como abordar, o que dizer, quando dizer, quando dizer e quando dizer, precedendo as ocupações, saber motivar e compreender os esforços, faz uma enorme diferença uma vez que a questão é a consciência do vício. Somente especialistas com anos de experiência sabem como procurar o verdadeiro motivador da consciência em cada paciente que o libertará do vício em drogas ou álcool.

Após a primeira fase de desintoxicação, o dependente inicia um processo de autocontrole e discernimento, nasce a necessidade do tratamento e o que no início era um tratamento involuntário se torna um tratamento voluntário, o tratamento se torna um objetivo cumprido aos olhos do dependente, surge a compreensão e a gratidão pela internação, e as mudanças para uma vida totalmente nova tomam forma a cada dia.

Como faço para solicitar a Internação involuntária para um Dependente Químico ou Alcoólatra?

O primeiro passo para uma VIDA totalmente nova sem dependência de drogas ou álcool é entrar em contato com o Grupo ViDA. Fale diretamente com um de nossos próprios especialistas pelo telefone (15) 996.395.999 e já fizemos um convite para ir pessoalmente ao nosso Hospital Terapêutico, localizado em São Paulo, foi criado exclusivamente para a Reabilitação Humana, onde realizamos os tratamentos superiores de dependência de drogas e alcoolismo no Brasil.

v

Quando se pensa em Resgate e Intervenção Involuntária, automaticamente se pensa em algo a força, talvez até violento. O Grupo Vida está aqui para te pegar pela mão e te conduzir pelos caminhos da humanidade e da hombridade, tornando esta reabilitação humana, digna e saudável.

O que é o resgate involuntário e internação involuntária?

Para que o leitor deste texto não tenha dúvidas acerca das intenções do Grupo Vida, vamos começar do começo. Quando alguém te diz a palavra “resgate”, o que te vem à cabeça? Pense um pouquinho. Situação de risco da qual alguém é salvo? É, quem pensou desta maneira, pensou corretamente, porém, o Grupo Vida, quer te deixar mais confortável ainda, pois entendemos que o problema está quando se pensa em algo involuntário, forçoso, não é mesmo?

O Resgate Involuntário caracteriza-se por meio ação realizada por responsáveis legais e/ou familiares de condução do dependente ao tratamento, sem respeitar a vontade deste de permanecer em situação vulnerável e de risco para a sua própria vida (não desconsiderando os riscos que este representa para as pessoas ao seu redor).

Como fazer um resgate ou internação involuntária?

O resgate involuntário, quando feito em parceria entre a família e o Grupo Vida, tem como objetivo a interrupção da autodestruição do dependente. Quem já passou por esta situação, ou ainda, conhece alguém que tenha passado, tem conhecimento de causa sobre toda a dor e sofrimento de ver aqueles que amamos numa situação de extrema vulnerabilidade. Uma vez tomada a decisão de realizar o resgate involuntário e sua internação pauta-se na Lei 10.216, datada de 6 de abril de 2001.

O Grupo Vida segue a risca as determinações legais, o médico entra em contato com o Ministério Público em no máximo 72 horas para informar sobre o resgate. A você que está procurando pela primeira vez informações sobre este tema, não se assuste! O Grupo Vida não irá realizar uma captura do seu ente querido (seja ele dependente químico ou alcoólatra), para restringir seus movimentos por meio de amarras, sedado e num quarto do pânico com paredes brancas e sem janelas. JAMAIS!

O Grupo Vida quer que você saiba que, quando este estágio de não controle das próprias ações, de tornar-se refém do vício passa a se tornar o companheiro diário, os responsáveis precisam agir! Decidir pelo resgate involuntário demonstra todo o carinho e preocupação com o dependente.

O começo pode parecer mais doloroso

Pronto. Decisão tomada. Vocês escolheram o Grupo Vida para realizar os procedimentos de resgate involuntário do seu familiar ou amigo. Queremos que exista a compreensão de que o primeiro estágio - a desintoxicação -, é talvez o que se entenda como mais doloroso, pois há relutância em alguns casos e demais fatores que envolvem a limpeza do organismo daquilo que está há tempos ali, destruindo não só o corpo físico, mas também a alma de todos ao redor.

No segundo momento, pode parecer até ilusório, mas comece a acontecer o que chamamos de autocontrole e o dependente começa a relembrar o que é ter o controle da sua própria vida, como é sentir mais próximo da normalidade, tendo discernimento nas suas escolhas - é nesse momento que o que antes era involuntário, torna-se voluntário.

Se você não está convencido ainda, continue lendo!

Entendemos você! Sabemos que não é uma missão nada fácil tomar essa decisão. Por isso, vamos agora te dar DEZ MOTIVOS para que você se encoraje e escolha o Grupo Vida!

  1. NOSSA HISTÓRIA!

    Estamos desde 1997 resgatando e reabilitando vidas! Isso mesmo! Vidas! Não são números! São histórias, entes queridos, são seres humanos!

  2. NOSSO RECONHECIMENTO!

    Vocês estão em contato com a primeira empresa dentro do território nacional brasileiro a realizar o resgate de vidas. O Grupo Vida é fundador do primeiro hospital terapêutico do país para tratamento masculino e hoje, já temos também a melhor clínica para dependentes mulheres! Já te falamos do nosso prêmio? Não!? A ABEAD - Associação Brasileira de Estudos do Álcool e Drogas nos premiou devido aos nossos índices de reabilitação!

  3. NOSSA ESTRUTURA

    Neste tópico, vamos falar de EXCLUSIVIDADE! Prédios próprios, empresa privada particular, ambulatório clínico, espaço de administração, clínica médica EXCLUSIVA! Nossos espaços dão o suporte necessário para os mais variados formatos de tratamento!
  4. ONDE NOS ENCONTRAR

    Mais de dezesseis regiões são atendidas por polos do Grupo Vida, mas, para que você se situe melhor, vamos exemplificar com a sede que está situada a oitenta e quatro quilômetros da capital São Paulo. Próxima de aeroportos, polos tecnológicos, enfim, facilidade para o seu acesso e acomodação.
  5. NOSSA EQUIPE

    Testes, treinamentos, entrevistas minuciosas - tudo isso faz parte da nossa seleção de colabores! Pode ter certeza de que seu ente querido estará cercado dos melhores e mais experientes profissionais!
  6. NOSSAS FORMAS DE TRATAMENTO

    São diversos formatos os disponibilizados pelo Grupo Vida! Temos o tratamento realizado na residência do dependente, o tratamento disponibilizado após a internação, há também tratamento sem internação e tratamento rápido. Todos estes citados aqui são disponibilizados em duas versões: voluntário e involuntário.
  7. SINTA-SE ÚNICO!

    Durante vinte e quatro meses, sua família terá nossa TOTAL DEDICAÇÃO! Não é somente internar o dependente e ficar obsoleto de informações, sem suporte, sem conhecimento. O nosso material é único e desenvolvido pensando na melhor forma de suporte para todos os envolvidos no processo de resgate!
  8. PARECE CLICHÊ MAS A UNIÃO FAZ SIM A FORÇA!

    Sem parceria, sem sucesso. Essa frase atua como um lema para nós do Grupo Vida. Quando conseguimos consolidar uma base forte, formada pela união entre nós e a família, é comprovado que o resultado é mil vezes mais rápido e eficiente!
  9. NOSSOS RESULTADOS

    Basta uma consulta a ABEAD para saber que, o Grupo Vida, possui embasamento e garantia de resultados concretos. Nosso diferencial é o acompanhamento por até vinte e quatro meses.
  10. ACESSIBILIDADE E TRANSPARÊNCIA

    Acesso a todo o processo, conhecimento das etapas e transparência - o Grupo Vida garante a todos os envolvidos no processo de resgate do dependente, a mais absoluta transparência de todas as etapas e métodos utilizados.

Somos a luz no fim do túnel!

O resgate, seja ele voluntário ou involuntário, É UM ATO DE AMOR! Respire, inspire e nos procure! Vamos juntos partilhar a trilha do amor e da reinserção social! Não vamos perder essa luta! Vem pro Grupo Vida!

Localização de Nossa Clínica de Reabilitação

Rua Artur Caldini, 525 - Jardim Saira
Sorocaba SP - CEP 18085-050
Fone: (15) 996.395.999
Site Oficial: https://www.grupovidasorocaba.com.br/